O que Obama ainda pode fazer pela América Latina?

Quando foi eleito pela primeira vez, em 4 de novembro de 2008, Barack Obama era o nome da esperança e da mudança para o país onde, segundo ele mesmo, “tudo é possível”. Depois de oito anos de governo republicano de George W. Bush, o democrata derrotou John McCain com uma campanha progressista, alavancada por um…

Lula é o herói dos anti-chavistas bolivarianos da Venezuela

BOLIVARIANO é o adjetivo do momento no Brasil, quer para atacar o PT e a esquerda, quer para tirar uma onda com os que o usam para o primeiro propósito. Sobra até mesmo para as publicações não alinhadas com a mídia hegemônica, como a Carta Capital, ter que carregar com essa pecha, embora eu, como colaborador eventual…

A encruzilhada de uma América do Sul sem caudilhos

A ojeriza generalizada contra a política é a grande contradição do nosso tempo. Não deixa de ser ideológico um mundo sem políticos. Na prática, isso significa Estado fraco, sem capacidade de contrariar os grandes grupos econômicos – que já têm muito poder, e se ainda não ditam todas as regras (ditam a maioria) é porque…

Os velhos fantasmas ressurgem em Honduras

Foi fraude ou não foi fraude? A pergunta que urge das mal contadas urnas hondurenhas tem tudo para se tornar ridícula com o passar do tempo, mas hoje ela é só uma polêmica, que terminará sem nenhuma mudança no resultado que a autoridade eleitoral do país já declarou como oficial. Na última semana de novembro,…

Capriles Tour 2013, a turnê regional do não-presidente da Venezuela

Nesta quinta-­feira (18/07), enquanto o presidente venezuelano Nicolás Maduro completa três meses no poder, o candidato derrotado por ele nas últimas eleições, Henrique Capriles Radonski, inicia no Chile uma turnê que pretende passar por outros quatro países (entre eles o Brasil, último destino da viagem), em busca de apoio às suas denúncias de fraude eleitoral.Capriles…