Encontrada na Argentina a neta da primeira presidenta das Avós da Praça de Maio

A neta 115 teve sua identidade revelada nesta sexta-feira (22/08), dezessete dias após a Associação das Avós das Praça de Maio ter encontrado Guido, neto de Estela de Carlotto, atual presidenta e uma das fundadoras da instituição. A mulher é filha de Héctor Carlos Baratti e de Elena De la Cuadra, neta de Alicia ‘Licha’ Zubasnabar de De la Cuadra, que faleceu em junho de 2008.

Segundo testemunhos de sobreviventes, ela deu à luz a uma menina em 16 de junho de 1977 quando estava no centro clandestino de detenção Comisaría 5ta de La Plata. Deu a ela o nome Ana Libertad. Elena e Héctor militavam no Partido Comunista Marxista Leninista (PCML) e foram presos em fevereiro de 1977. Elena continua desaparecida e Héctor foi assassinado. Foi na casa de Licha De la Cuadra que começaram as reuniões das avós que buscavam netos sequestrados ilegalmente pela ditadura.

Por enquanto, outros dados sobre a vítima não serão revelados. Estela de Carlotto disse durante a entrevista coletiva concedida pelas Avós que Ana Libertad cresceu com uma família sem vínculo direto com as Forças Armadas e que “estava ansiosa para saber” o resultado. Elena estava grávida de cinco meses quando foi presa pela ditadura argentina (1976-1983).

10415715_750585058335178_660712224102054479_n

A investigação do caso da neta 115 começou em 2010, quando as Avós e a Conadi (Comissão Nacional pelo Direito à Identidade) receberam uma informação sobre uma jovem, residente no exterior, que poderia ser filha de desaparecidos. Após investigarem, fizeram uma solicitação formal de exame de sangue. Ao saber do processo, a neta se apresentou voluntariamente para fazer o teste de DNA.