Um Lenín moreno para salvar a esquerda latina

É grande a apreensão em toda a América Latina a respeito do que acontecerá neste domingo (19/2) na metade do mundo. Apreensão que toma conta especialmente das esquerdas equatoriana e latinoamericana, que não dissimulam a metáfora do último fio de esperança. Essa esperança se chama Lenín (assim mesmo, com acento no “í”), uma saborosa curiosidade…

Informe estadunidense introduz a Odebrecht nas eleições do Equador

A onda de retomada do poder por parte da direita na América Latina terá um difícil desafio neste começo de 2017: vencer a hegemonia da Aliança PAIS no Equador, uma das forças de esquerda mais bem consolidadas no continente. Terá a seu favor o fato da esquerda também encarar o seu próprio e bastante duro…

Os golpes de Estado do Século XXI (postagem atualizada)

Há pouco mais de um ano atrás, dias após a primeira marcha “contra a corrupção” – quando ainda não havia uma manobra política para se derrubar a presidenta Dilma Rousseff – , escrevi uma postagem aqui no blog sobre um longíquo tempo em que havia os que defendia, no Brasil, a ideia de que já…

O novo imposto sobre heranças e o despertar da oposição equatoriana

Mais do que sua popularidade de mais de 60% (números de março de 2015), o fato de estar há meses fora do noticiário da grande mídia antibolivariana é o melhor indício de que o Equador de Rafael Correa, entre os muitos governos de esquerda a região, é um dos poucos capazes de manter certa tranquilidade…

Os golpes de Estado do Século XXI

Houve um tempo em que se defendia no Brasil a ideia de que já não havia espaço para golpes de Estado na América Latina. Supostamente, as ditaduras nos haviam ensinado o que não queríamos, e nos Anos 90, alguns comentaristas políticos diziam isso, com uma segurança contagiante, tanto que me contagiaram na época. Lembrei desses…